terça-feira, 5 de julho de 2016

Fortaleza inicia sistema de carros elétricos compartilhados

Foto: Divulgação
Fortaleza iniciou na segunda-feira (4) a primeira fase da operação com carros elétricos compartilhados na cidade. Durante o primeiro mês de implantação do projeto-piloto, haverá uma fase de demonstração do sistema com três veículos 100% elétricos, que percorrerão alguns bairros que poderão ser potenciais locais de implementações das estações.

Conforme a Prefeitura de Fortaleza, o objetivo desta etapa é ofertar um período de apresentação do sistema e realizar um pré-cadastro dos futuros usuários. O sistema de carros compartilhados na capital recebeu o nome de VAMO, sigla para Veículos Alternativos para Mobilidade.

Segundo estimativa da Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), que coordenará o projeto por meio do PAITT, o sistema terá sua implantação concluída em setembro de 2016. O objetivo do VAMO é proporcionar uma mobilidade mais sustentável, com emissão zero de poluentes e baixa poluição sonora.

A operação completa do novo sistema será dividida em três etapas. Ainda neste ano, a capital cearense receberá 20 carros elétricos, sendo 15 do modelo Zhidou EEC e cinco BYD e6, que estarão distribuídos em 12 estações.

De acordo com a SCPS, este é um projeto pioneiro no Brasil. Deste modo, as locações passarão por um período de seis meses de monitoramento e adaptação, podendo haver a necessidade de realocações para que sejam encontradas possíveis melhorias no desempenho.

"O VAMO vai ampliar a possibilidade do uso equitativo da cidade e de todos os seus equipamentos e infraestrutura por todos. Desta forma, vai oferecer uma alternativa inovadora para deslocamento na cidade, promovendo também benefícios econômicos, sociais e ambientais", disse o titular da SCSP, secretário João Pupo.

Tarifas
A taxa de adesão ao sistema vai custar R$ 40, que é mensal e será revertida em créditos para os usuários. Já a taxa de uso para os 30 minutos iniciais e indivisíveis será no valor de R$ 20. As tarifas para os minutos adicionais têm valores decrescentes para cada período adicional.

Entre 30 e 60 minutos adicionais o custo é de R$ 0,80 por cada minuto. Entre 60 e 12 minutos, será R$ 0,60; entre 120 e 40 minutos será de R$ 0,50; após 240 minutos o valor será R$ 0,40.

Deste modo, o usuário que utilizar o sistema deverá pagar uma taxa única de R$ 40 no mês. O crédito dará direito a utilizar o carro duas vezes por até 30 minutos cada. A partir da segunda vez no mês, a utilização do sistema custará o valor referente ao tempo de uso.
O aplicativo VAMO ainda permitirá que os motoristas ofertem carona através do próprio sistema. Deste modo, a tarifa poderá ser dividida entre os ocupantes do veículo.

Programação
A implantação do sistema de carros compartilhados ocorrerá em três fases distintas. Do dia 4 a 31 de julho, ocorrerá a demonstração do sistema, que passará por seis diferentes locais: Avenida Cel. Miguel Dias, Praça das Flores, Praça do Ferreira, Bezerra de Menezes, Parangaba e Praça de Messejana.

Depois, a partir de 1º de agosto, o VAMO contará com o total de sete carros elétricos, distribuídos em cinco estações que já devem estar locadas na cidade. O objetivo desta fase é iniciar a operação do sistema monitorando os usuários.

No fim ocorrerá a operação completa, que está programada para iniciar a partir do dia 1º de setembro. Nesta fase o VAMO já deve contar com 20 carros elétricos, em 12 estações na capital: Igreja de Fátima, Montese, Jóquei Clube, Parangaba, Reitoria da UFC, Avenida Bezerra de Menezes, Avenida da Abolição, Praça Luiza Távora, Avenida Santos Dumont, Avenida Barão de Studart, Cidade 200 e Avenida Cel. Miguel Dias.

O secretário executivo da SCSP, Luiz Alberto Saboia, explicou que os locais escolhidos para implementação das estações apresentam um importante potencial comercial. "As regiões que devem receber as estações têm muita população e possuem um perfil comercial importante. Isso é importante para que tenha alta demanda pelos veículos", destacou.

Cadastro
A plataforma que servirá para os usuários realizarem o cadastro será lançada em breve, conforme a Prefeitura de Fortaleza. Para se cadastrar, a pessoa deverá apresentar carteira de habilitação, comprovante de habilitação e pagar a taxa de adesão.

No aplicativo o usuário poderá reservar o veículo disponível em uma das estações e retirar o carro em até 15 minutos. O motorista poderá ficar com o carro por tempo indeterminado, desde que pague pelo serviço.

Fonte: Rede Cidade Digital/G1

Postagem em destaque

Crea-PR inicia processo para eleição de Inspetores

Nesta segunda, dia 18, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná – Crea-PR, inicia o processo de eleição de Inspetores com ...

Postagens mais visitadas da semana