quarta-feira, 27 de julho de 2016

Policiais visitam bebê que nasceu em um veículo com o auxílio deles

 Foto: Divulgação
Policiais militares do Regimento de Polícia Militar Montada visitaram na última  segunda-feira (27) André, bebê cujo parto foi auxiliado por eles, dentro de um veículo, que ficou preso em um congestionamento na BR-116, na semana passada. Na ação, os soldados também apoiaram à família até a chegada de uma equipe médica de emergência.

O encontro foi na casa da família, no bairro Caximba, em Curitiba. Os policiais Guilherme Maurício Tissi e Cleiton Stadnik, foram recebidos pelos pais do bebê. Para Stadnik, permanece a satisfação de saber que, mesmo com as adversidades do seu nascimento, o recém-nascido está saudável. “É uma felicidade ver que, mesmo em uma manhã bem fria, com todo o transtorno que o pai, a mãe e a própria criança passaram até o nascimento e a chegada do auxílio médico, ver que ele está bem de saúde”, disse. 

De acordo com o policial Guilherme Tissi, a preocupação com a mãe e a criança no momento do atendimento foi substituída pela alegria em rever André com saúde. “Agora é só alegria e só o fato de segurar ele, saber que a gente ajudou a trazê-lo ao mundo, é uma felicidade enorme, um sentimento que toma conta”, afirma.

Para os pais, os policiais são para eles anjos da guarda e estarão sempre presentes na história da família. “Além de manter contato com esses policiais, também vou levar para o resto da vida a emoção que vivemos. O André também terá uma história para contar sobre seu nascimento e os anjos que nos ajudaram”, explica a mãe da criança, Emanuele Vilande dos Santos Cabral, de 21 anos.

O que André será quando crescer ainda não se sabe, mas o palpite do pai é que ele queira ser companheiro de farda dos soldados responsáveis pelo seu nascimento. “Vamos deixar ele escolher a futura profissão, mas eu acho que ele vai querer ser policial. Um cavalinho de pelúcia ele já tem, quem sabe um dia vai montar um de verdade”, afirma o pai da criança, Gerson Cabral Cruz, de 26 anos. O cavalinho ao qual o pai se refere foi presente dos policiais militares para o bebê durante a visita.

RELEMBRE A HISTÓRIA - Na segunda-feira passada (27/07), por volta de 8h 40min, a equipe policial patrulhava as imediações da Central de Abastecimento do Paraná (Ceasa), quando a avó de André Felipe, Gislaine Vilande, pediu ajuda a eles, pois a filha dela estava em trabalho de parto e o congestionamento na BR-116 as impedia de chegar ao hospital. Os policiais tentaram abrir passagem, mas conseguiram percorrer poucos metros e tiveram que fazer o parto dentro do veículo. 

Os soldados realizaram os procedimentos e ampararam a família até a chegada de uma equipe médica de emergência. A mãe e o bebê foram encaminhados ao hospital e não apresentaram nenhuma complicação de saúde. Estão em casa e passam bem.

Fonte: Governo do Paraná

Postagem em destaque

Crea-PR inicia processo para eleição de Inspetores

Nesta segunda, dia 18, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná – Crea-PR, inicia o processo de eleição de Inspetores com ...

Postagens mais visitadas da semana