quinta-feira, 12 de abril de 2018

Luzes e asfaltos

Foto: divulgação
É uma rotina inevitável em certas horas na nossa cidade, parar no trânsito e admirar a traseira do veículo que está na nossa frente. Chega a ser filosófico tal fato, pois paramos, às vezes com pressa, no meio de uma via por onde não tem como fugir. Fato comum na vida, termos que parar na nossa pressa, sem lugares de escape.

É nesse pouco tempo de espera que surgem certas dúvidas e preocupações, o dia todo corrido, na hora que devemos relaxar, nos sobra um trânsito parado e um horizonte de asfalto, concreto e pedra. Olha aí o cenário filosófico dos dias atuais. O termo clichê da selva de pedra e seus animais que andam com pneus. 

Hora estressante para alguns, hora necessária para outros.

Crônica enviada por Adonis Ribaski

*As opiniões e declarações expressas aqui não representam a posição do Jornal Ponta Grossa. Reservando apenas a opinião e pontos de vistas individuais do autor.

Postagem em destaque

Conferência Municipal de Saúde movimenta Conselho de Saúde

A comunidade de Ponta Grossa será palco de um dos maiores eventos realizados pelo Conselho Municipal de Saúde.

Postagens mais visitadas da semana